04
Mai 11

 

Ben Edlund, produtor de Supernatural, falou sobre a traição de Castiel. Vejam em baixo um resumo traduzido ou cliquem aqui para ler todo o artigo.

 

Depois de 6 anos de Supernatural, todos nós pensámos que já tinhamos visto de tudo, mas após Dean e Sam matarem a Mother of All no último episódio, ficámos chocados. No entanto, se mataram a grande vilã no episódio 19, o que é que há para fazer nos episódios 20, 21 e 22? Sentar-se e apoiarem-se uns aos outros? Infelizmente, não. O seu anjo da guarda, Castiel juntou-se ao Rei do Inferno, Crowley, que todos julgámos estar morto.
"A razão pela qual mais coisas más aconteceram às pessoas boas este ano em Supernatural do que em qualquer outro ano não vem directamente através da Mother of All," diz Edlund. "Ela é muito forte, e faz coisas más, mas é a parceria entre o anjo e o demónio que conduziu à maior parte dos conflitos. É tudo por causa de Crowley e Castiel."
Quem diria que o nosso simpático vizinho anjo bébé-numa-gabardine era capaz de tanto engano e destruição? O Dean Winchester não diria certamente. "Ele não vai gostar disto. Uma traição familiar é o seu kryptonite, por assim dizer. É algo dele. É a coisa que ele odeia mais do que qualquer outra coisa, e ele trouxe Castiel para a família. Vai doer-lhe profundamente quando ele descobrir o que nós achamos ser o caso por agora, que é o facto de o Cas ser capaz de trabalhar com um demónio. Até isso vai ser muito doloroso. Vai ser uma semana dura para aquele idiota-jeitoso."

 

Créditos/Créditos

publicado por Monik às 21:51