25
Out 11

Hey pessoal, vocês devem ter notado a minha ausência na semana passada, mas eu tenho como me explicar. Estive muito doentinha e tive que ter um tratamento intensivo. Mas tudo bem agora, já estou completamente recuperada e prometo que nas próximas linhas terei muita coisa a compartilhar com vocês. Então vamos lá!

  7.04 "Defending You Life"que foi ao ar semana retrasada pela CW na sexta-feira do dia 14 de outubro, teve como ponto principal Dean e suas decisões não tão fáceis. Apontando o fato de que o mesmo permanece não contando ao irmão que matou Amy, e tal ação o fez se sentir culpado o que tornou o episódio voltado exatamente para isso.

Mesmo o personagem do Deus Grego Cyrus sendo um pouco ‘vazio’, os escritores nos mostraram a confiança cega que Sam tem em Dean e o quão pesado ele se sente com todas as coisas que aconteceram com ele em todos esses anos. Mais pesado ainda mentindo para Sam. Os casos de assassinatos foram postos ali apenas para enrolar. E o resto, bom... É o resto. O foco era emocional. E no último ato daquela grande peça que foi o ‘julgamento’, Dean preferiu dizer ao seu coração que ele era realmente culpado do que pestanejar e arriscar em trazer a última testemunha que certamente seria Amy, para depor e estragar tudo.

Pobre Dean, tudo já está estragado. E eu não posso culpa-lo por querer (ou achar) que deve esconder tal feito de Sam; Que provavelmente quando descobrir vai fazer tudo virar uma bagunça louca.

Devo confessar que esperei mais. Muito mais. Senti que o episódio foi rápido e não obteve aquela significância que poderia ter. Perdoem-me, mas é toda a verdade.

Andei por alguns fóruns de Supernatural e confiem em mim quando digo: Eu não sou a única!

 

Então... Foi com veia cômica que Supernatural começou no episódio que foi ao ar nessa última sexta-feira dia 21 de outubro pela CW 7.05 “Shut Up, Dr.Phil”. Dean fazendo piadas sobre Sam e sua disposição para exercícios e coisas do tipo. Mas não pude deixar de notar que com todos esses problemas que ele tem passado ele tem se tornado mais parecido com Bobby, vocês não acham? Quer dizer, eu não o culpo, mas, ele tem se tornado um bêbado. Tudo que o cansado Dean faz agora é ter uma dose de qualquer coisa alcoólica pra passar a dor.

Meu coração dói. Eu não consigo não chorar com toda essa dificuldade, e toda essa culpa.

Em termos de drama a série vem acertando em cheio com todo esse círculo de relação Sam/Dean/Coisas que ele tem que segurar. Mas eu também tenho que ser sincera em dizer que o nível de episódios (ao menos os 2 últimos para mim), declinou bastante.

 

Supernatural teve em seis anos cinco temporadas que levaram a série a crescer de maneira esplêndida e de uma forma que ninguém poderia explicar. O arco de sua história ganhou vida própria e se tornou épica quando, por si só, contou-nos em forma única sobre o apocalipse.

Existiram desde então ponto altos e baixos no caminho da 6ª temporada, porém os escritores conseguiram mostrar que ainda havia jeito pra continuar enfrentando um ‘forçado’ pós-apocalipse.  É com todo meu coração que eu confesso que muito curiosa eu fiquei em pensar como teria sido se Supernatural acabasse onde estava realmente previsto para acabar, na 5ª temporada. Talvez eu tivesse sofrido menos do que tenho sofrido com esse puxa-estica dos dois últimos episódios da 7ª temporada.

Não me entendam mal, eu apenas não quero que uma série tão boa, criada com tão alta criatividade seja desprestigiada. Como aconteceu com House, Lost, ou até mesmo Smallville da 4ª temporada até seu último episódio.

Eu creio que Supernatural tem muito a compartilhar com seus fãs que são um dos mais fiéis que existem, e mostrar que esta é uma série que veio pra ser eternizada e citada daqui á 10 anos como Arquivo X é hoje.

Isso quer dizer: Grandes personagens como Castiel, Lúcifer ou Crowley, que cativaram o show e trouxeram legitimidade ao programa merecem ser lembrados e não deixados pra lá em uma história completamente nova. Digo, creio que exista um bom enredo para essa temporada e eu confio nisso. E eu ainda continuo animada com o círculo dos Leviatãs e toda a sua escuridão. Mas estou disposta a escrever uma carta – mesmo que ela não chegue – á Sera Gamble, e comunica-la que Supernatural é mais do Sam e Dean viajando com o Empala. É sobre escolhas e enredos desafiadores. Família e a salvação do Mundo. Esses dois personagens caminharam para longe de mais para terem que andar para trás.

Eu amo esse show, e é por isso que eu não posso assistir mais um episódio como esse. Não posso.

E mais uma vez, eu ainda ACREDITO na 7ª temporada.

E vocês?

 

Vou cruzar os dedos e rezar pra ser surpreendida!

Até o próximo episódio! 7.06 “Slash Fiction” o qual tem tudo pra surpreender, não é mesmo? Haha :)

 

Por Érika Accioly

publicado por Erika Accioly às 00:34
editado por Daniela Godinho às 16:57

comentários:
concordo plenamente, sinto que desde a 5ª temporada que tem vindo a descer pelo cano abaixo, alias, eu nao gostei nada da 6ª temporada, tirando algumas excepcoes, mas ja estava TAO longe do rumo original, por mim eles continuariam nas roadtrips, a caçar monstros, os dramas familiares, como acontecia nas primeiras 3 temporadas, que foram sem duvida algumas as melhores.
obrigada erika continua :)
Veronica a 25 de Outubro de 2011 às 07:42

Também achei a 6ª temporada fraca... Eles deram uma volta por cima muito boa no final mas fugiram totalmente do que era abordado até então. Bom, esperaremos pra ver, não é! Já que Singer disse que eles têem 2 finais para se for o caso de a série não ser confirmada pra 8ª temporada...


Obrigada você pelo comentário! Vamos discutir sobre isso! :)
Erika Accioly a 26 de Outubro de 2011 às 01:24